Nenhum profissional pode generalizar uma fórmula de sucesso para tratar crianças. Como tudo na vida de uma criança, ela conta com seus pais, ou seja, os únicos responsáveis por decisões que ela ainda não pode tomar.

Portanto, os pais precisam ter clareza e decidir o que precisa ser feito. Uma grande questão é como superar emocionalmente a necessidade de contrariar a vontade da criança, tendo a certeza de que ela não vai ficar “traumatizada”. Quanto a isso, é fácil decidir-se pelo melhor para a criança com cáries, pois nenhum pai quer deixar seu filho sofrer, com dor e dificuldade de alimentar-se, além de outras consequências graves.

Então, uma vez conduzido o paciente pelos pais ao consultório de odontopediatria, procede-se à primeira consulta. Sem ela, nada feito, pois ninguém terá coragem de entregar o filho sem saber TODAS AS VARIANTES DO QUE PODE ACONTECER DURANTE UM TRATAMENTO DENTÁRIO DE UMA CRIANÇA.

Primeira Consulta

A primeira consulta é o início de uma primeira aproximação entre todas as partes, uma acomodação para que tudo o que precisa ser feito a seguir, seja realizado com confiança e colaboração mútuas.

Quanto aos procedimentos, cada profissional tem uma experiência para fazer com que seja possível realizar um tratamento dentário em bebê ou criança jovem com a maior segurança.

Vale tudo que não provoque dor, mas reforçando: tudo deve ser o mais confortável possível, mas fatalmente vai provocar contrariedade. Algumas crianças, conseguem ficar mais tranquilas, ao longo do tempo, podendo chegar muitas vezes a dormir.

Os tratamentos dentários em odontopediatria, na maioria das vezes, demandam bastante objetividade e decisão de todos. Por isso uma dica é que tudo se torna muito mais fácil com a segurança dos pais.

A partir do momento em que eles têm a visão de que as características da criança se manifestam também na cadeira do odontopediatra, passamos para as estratégias. Juntos, pais e profissional.

O que fará diferença para se gerar o Medo de Dentista ou não, será a forma respeitosa e amorosa com a qual a criança deverá ser tratada. A criança que recebe demonstrações de que é amada e respeitada dentro da sua individualidade (seja ela calma ou agitada), mesmo que sua vontade não tenha sido cumprida, não guarda rancor, medo ou associa emoções ruins ao tratamento odontopediátrico. E ela será tratada como uma vitoriosa, uma campeã, após a realização do tratamento dentário.

Odontopediatra

Algumas sugestões para que seu filho tenha um tratamento dentário sem medo de dentista

  • Guarde sua ansiedade bem guardada! Respire fundo.
  • Converse com um Odontopediatra e opte pelo tratamento somente se sentir segurança.
  • Na consulta, seja bem clara e não omita nenhuma informação quanto à saúde geral e temperamento de seu filho: assim você facilitará bons resultados.
  • Fale pouco: aguarde as orientações sobre o que efetivamente você precisa dizer para a criança antes do procedimento
  • Você será orientada, bem como os acompanhantes que trouxer, sobre a conduta adequada dentro da sala de procedimentos, portanto, fique tranquila.
  • Facilite a vida de seu filho, não alimentando-o excessivamente antes da consulta e procedimentos;Jamais coloque o dentista ou a injeção como punição.
  • Pense no significado do que representa escutar o que você fala; coisas do tipo: “Eu não vou deixar ela te machucar” não trazem tranquilidade.

Odontopediatra em Brasília

A Odontologia Quagliotti, clínica odontológica localizada no Lago Sul – Brasília, possui profissionais qualificados para o diagnóstico e tratamento odontopediátrico do seu filho. Um local acolhedor e preparado para deixar a experiência de ir ao dentista um acontecimento rotineiro e desejado pelo seu filho. Clique aqui e agende uma consulta!

Open chat
Precisa de ajuda?